All Articles Audio Software
Seu DAW suga
Matthew Loel T. Hepworth on Sat, June 9th 9 comments
Platforms in music & tech have long seen a diverse range of opinions. Mac vs PC, Cubase vs Logic v Pro Tools, etc. It's fair to want the best, but Matthew Loel T Hepworth notices a new "Sucks" trend.

Se você for como eu, você usa um programa DAW (Digital Audio Workstation) para gravar sua música. E como eu, você, ocasionalmente, visitar vários fóruns e blogs para ajudar com suporte de resolução de problemas operacionais ou de sua DAW. E se o fizer, Im certo youve se deparar com os freqüentemente postadas fio opina wherein alguém que o programa DAW você está usando é uma merda!

Para mim, Im um grande fã do programa Steinberg Cubase . Portanto, estou sempre divertido quando vejo pós alguém, Cubase é uma merda! Bem, se isso acontecer, por que é a DAW mais popular do planeta? Artistas como Paul McCartney, Stevie Wonder, Accept, Baron Cohen Erran, Hans Zimmer, Kraftwerk, Meshuggah, e muitos outros contam com Cubase (e sua variante pós-produção, Nuendo) para produzir os seus esforços criativos. Então estou aqui para dizer-lhe: Se Cubase é uma porcaria, então o Pro Tools, Studio One, Reaper, Logic, Sonar, DP, Live, Reason, et al, também chupar. Ou seja, a menos que você adicione o ingrediente mágico. (Se Ive despertado o seu interesse, continue a ler.)

Cubase on computer

Cubase é um DAW extremamente popular e capaz, mas isso prova que um mau trabalhador culpa suas ferramentas?


O ingrediente mágico

Em 1999 eu estava trabalhando para Alesis durante os anos áureos da ADAT. Eu tive a grande sorte de apresentar uma clínica ADAT com multi-Grammy produtor vencedor, Francis Buckley (Alanis Morrisette, Quincy Jones, LL Cool J, Aerosmith, etc.) Ele estava demonstrando a M20 ADAT para uma platéia de 400 em uma noite de Albuquerque ameno. Ele estava no meio de descrever como o ADAT (na época) fez o seu fluxo de trabalho mais fácil e suas produções soar melhor, quando de repente alguém se levantou e gritou: Ei, cara, Ive ouviu que ADAT e eu acho que soa como s #

Does an ADAT make a good song sound better or not?

Será que um ADAT fazer um som boa música melhor ou não?


O fato é que as pessoas gostam de música para a música e não a tecnologia usada para criá-lo. Por exemplo, Phil tores parede de gravações sonoras (The Ronettes, The Crystals, Ike e Tina Turner, etc) foram produzidos na Ampex (300 e 350) 3-track-carretel aberto gravadores e geralmente em mono. A maioria dos Beatles depois gravações foram feitas em 4-track-carretel aberto decks. O Bruce Springsteen bateu recorde Nebraska foi gravado por Bruce sozinho em sua casa em um gravador cassete (Tascam Portastudio) 4-track. Agora eu vou ser o primeiro a admitir que, no tempo que levou para escrever este artigo, os artistas, juntamente com os de hoje Billboard Top 10 charts e gravadas usando tecnologia DAW contemporânea, terá vendido mais discos que eu quero na minha vida. Eu não estou feliz com isso. Isso é simplesmente a realidade. Se a sua realidade é ponderado em relação às unidades vendidas categoria, então estou com ciúmes.


O DAW suga teste

Agora Id como você para me satisfazer neste experimento: Tome um momento e pensar em uma canção popular ou música que você realmente não gosta. Quero dizer o que te faz encolher, enquanto você desesperadamente chegar para mudar o canal ou apertar o botão de salto. (Não insultar o compositor nem o seu sucesso, mas, para mim, estou pensando de Margaritaville por Jimmy Buffet.) Você está pensando em que música? Você ouve isso na sua cabeça? Você me odeia por fazer isso com você?

Bem, digamos que você descobriu a música, o que você detesta apaixonadamente, foi gravado no seu software favorito DAW gravação ou tecnologia de gravação. Agora que você gosta? É agradável de repente, mais para ouvir? Você fica extasiado como o som agrada seus tímpanos? Porque eu sou absolutamente certo de que sua opinião sobre a música não mudou. Ele ainda é uma porcaria, certo? Bem isso é o meu ponto: Como uma canção foi gravada ou o que foi gravado em pouca diferença faz para você ou para mim e certamente não vai fazer qualquer diferença para a pessoa que gosta da música. O ingrediente mágico que eu mencionei antes é (usando o DAW de sua escolha, insira tambor rolo aqui) uma boa música. Além disso, é importante lembrar que mesmo que você pode ser o único que gosta dela, isso é o suficiente para qualificá-lo como uma boa canção.


Resumindo

Assim como um monte de gente, eu uso o Cubase e fazer muita coisa com ele. Para mim, ganhar a vida produzindo, mistura, masterização e música, bem como escrever livros e fazer vídeos tutoriais no Cubase. Há um monte de outros artistas que fazem discos de sucesso usando o Cubase. Ao mesmo tempo, há uma infinidade de outros grandes programas e tecnologias de gravação que permitem a todos nós para manifestar a nossa criatividade musical. Em vez de dizer Cubase é grande e todos os outros chupar, eu prefiro a perceber que há muitos caminhos para o nirvana áudio. Somos sortudos podre e estragado a viver em uma época em que o estúdio de gravação existe em nossos laptops, onde a criatividade não seja dificultado pela falta de instalações de gravação a preços acessíveis, e quando a Internet nos permite compartilhar nossa arte com o mundo e ignorar gravadora executivos. Estes são tempos mágicos, de modo a manter a música fluindo, pois, ao contrário da tecnologia, é o que importa.

Agora, se você vai me desculpar, Margaritaville só veio no rádio e eu não me importo se ele foi gravado no Cubase, Pro Tools, uma Studer ou o que você tem, estou mudando o canal.


Related Videos
Comments (9)

You must be logged in to comment.

  • B.J
    Exactly. There's also nothing wrong with using multiple DAWs if you're so inclined. Unfortunately I've been put off so much by this type of behavior that I've started to post far less at certain forums or avoid others completely, even though I've never had anyone say anything about my DAW of choice directly. The pretension just saps the fun out of forums for me and after having to prod through fights about DAWs or operating systems, I just end up doing something else more constructive. It's obnoxious and shows a lack of experience in my opinion, especially when most people, let alone most of the naysayers, likely don't even exhaust all of the capabilities of current DAWs anyway. I think it's only the uninspired who would condemn a tool or embrace one as their boldest artistic statement, solely to conform to an technical group or brand. I mean, they are but tools and though the stability and workflow of your tools does impact you, it is by far the most subjective and utilitarian factor when you're being creative.
    • 7 years ago
    • By: B.J
    Reply
  • MattLTH
    @B.J.: I wholeheartedly agree. It IS draining to get caught up in threads that equate to food-fights, the partaking in of which does diminish both the involvement and the enjoyment that forums can provide in abundance. @Scott S.: Yes, you're right. Back when I was selling recording gear, I would regularly encounter the guy who bought item after item until he had a fully-stocked studio...and that look of terror in his eyes when he realized, "Crap, now I have everything, so I'm out of excuses for why I'm not recording." It's that kind of guy who is generally more boisterous about what gear sucks and doesn't suck.
    • 7 years ago
    • By: MattLTH
  • Rorecue
    Thank you Matthew for cutting through the noise. :) Ultimately, I have only one goal in mind when I make music--to make music that someone (anyone) will want to listen to. I use every tool in my arsenal to realize that goal because in the end, the (average) listener won't care how I did it. All they'll care about is whether they like it or not. I'm a Cubase user as well (not a lover or a hater... just a user :). I admit I get curious about the workflow of other DAWs, but I'd ultimately rather take the time to learn what I have and make music, rather than pine for what I don't have and never get anything done. Thanks for your great tutorials--as YOU are the one who taught me the basics of Cubase.
    • 7 years ago
    • By: Rorecue
    Reply
  • Touche'. I use Cubase and Logic and find them equally pleasing and easy to use. I wish more self-proclaimed 'recording artists' in this digital world would realize that 'poor tone in' results in 'poor tone out'. And, that a horrible song recorded on the most expensive, highest quality gear just results in a high fidelity version of the same crappy, horrible song.
    • 7 years ago
    • By:
    Reply
  • GaryHiebner
    Excellent article Matt, couldn't agree more. Different DAWs do give way for different workflow methods. But one isn't a better 'songwriter' than the other. In the end it does come down to the song.
    • 7 years ago
    • By: GaryHiebner
    Reply
  • Wipavue
    Welp, As far as I'm concerned, the quality of the song is not relevant regarding what I think of a particular company's program. For example, I started off with Cubasis on a Mac, and it was very buggy, wouldn't do some very basic things it was supposed to do. I later tried a later version on the Mac, and it, too, was very buggy. These experiences were so inspiration-killing, that I've never bothered with the follow-ups from Steinberg. The most important thing for me is whether the program works as advertised, and, if it doesn't, the company rectifies the situation. Now, all programs (so I've read), have their quirks and ideosyncracies, but if a program just won't work, even though the hardware and OS are correctly configured, then it, as the saying goes, 'sucks.' YMMV :-)
    • 7 years ago
    • By: Wipavue
    Reply
  • HJ
    Nice to see some love for Cubase on the Mac. People are amazed to learn that there's a Mac version... not sure why!
    • 7 years ago
    • By: HJ
    Reply
  • Peter Schwartz
    At first I used to think that at the root of this kind of "____ sucks" chatter was naivete, and nothing more; people regurgitating marketing slogans like "industry standard" when it comes to PT, others getting defensive about Apple in threads where discussions about demonstrable bugs in Logic were characterized as "Apple bashing". But then again, I've also seen hardcore professionals defend the merits of their DAW of choice in unrelenting, black and white terms which smack more of fanaticism than reason (no pun intended). Ultimately, who cares which DAW you use, or which one I use? Sure, it's a darn good question to ask when getting into a collaborative situation, but to question the merits of other people's choices online smells suspiciously of an excuse to have an argument more than anything else. Ultimately, when it comes to DAWs, there is no inherent good and bad. And certainly there is no inherent "best or worst" other than whichever one (if not several) are suitable towards one's creative needs. That makes them all "different", and different doesn't equal "sucks".
    • 7 years ago
    • By: Peter Schwartz
    Reply
  • CrampStyle
    Great one Matt! I love the comment about the guy who has finally assembled the 'perfect studio' and then sheepishly realizes that he's got no more excuses... I have used Cubase on Macs happily since Cubase 5 and before that on Windows with 4. I suppose that once invested in a workflow and legacy issues (plugs etc), it makes little sense for many to change what they're comfortable with. Switching campaigns are probably ineffective for this reason. For me, I also feel that in almost every area of comparison with other DAWs, I'm lucky enough to have made the best possible all-round choice ;-)
    • 7 years ago
    • By: CrampStyle
    Reply
New Features In Cubase 6.5
Cubase 6.5
Dream It. Do It.
Do you want to learn New Features In Cubase 6.5?
Yes, I want to learn!
No Thanks, I just want to read the article.
Feedback
Course Advisor
Don't Know Where To Start?
Ask A Course Advisor
Ask Us!
Copy the link below and paste it into an email, forum, or Facebook to share this with your friends.
Make money when you share our links
Become a macProVideo.com Affiliate!
The current affiliate rate is: 50%
Classes Start Next Week!
Live 8-week Online Certification Classes for: